sábado, 30 de agosto de 2008

A pior verdade é a mentira.


Na escolha de meus caminhos,

havia um reto e outro cheio de curvas.

aventureira que sou,

decidi desafiar as curvas.

que pena...

o reto deu pra ver que era calmo,

e fácil de seguir.

mas as curvas, me excitavam,

pois não podia saber o que havia

depois delas.

que pena...

depois da segunda curva,

me afundei em um poço de lamas

e aqui me vejo hj, sem ter como sair

arrependida, por ser tão desafiadora

e corajosa,

e trocar o caminho certo pelo

duvidoso...


...Preciso de um atalho.
(Nanda Assis)
------------------------S2---------------------------

12 comentários:

mariam disse...

Olá!
o "dar-se conta" já é "meio caminho andado"
é jovem, mas já com um grande percurso (os filhos)
uma das "chaves mestras" seja, quiça... o "bom-senso"

fiz um pequenino hiato, de dia e meio nestas férias, regressei à "base" e à net, sigo amanhã para Madrid e Saragoça, vou à EXPO (apenas 3 dias), depois Castelo branco, quando voltar em meados de Setembro, vou ler tudinho com calma, agora vim só dar um abraço

e um sorriso :)

Mário disse...

Nanda, grande é o risco de caminhar. Mas se não caminharmos, que será de nós?

Pelos caminhos da vida. disse...

Olá amiga!

Nossa vida é uma eterna caminhada,com muitas retas e curvas,cabe a nós decidir qual trajeto a tomar.

bom domingo.


beijooo.

Moura ao Luar disse...

Querida os atalhos também podem ser muito traiçoeiros, agora há que levar o caminho até ao fim, beijo

Jardineiro de Plantão disse...

Como caminheiro... Eu gosto mesmo de atalhos... assim aprecio o que me envolve... por vezes me perco... assim me encontro... se o caminho é longo ou curto, pouco interessa...interessa sim, se o aprecio... se a certa altura, achao que não é o caminho certo... é só atalhar e encontrar um novo rumo... desanimar... e amaldiçoar o caminho, não... pois foi a nossa vontade... que o caminho que calcorrear, seja a rota que melhor gosta. (Umas boas botas, resolvem parte dos dos maus atalhos).

Abraço.

paula barros disse...

Menina, bateu forte comigo. Penso, e penso comigo, para mim, que quando fazemos escolhas muitas vezes sabemos dos riscos, mas no momento da escolha algo nos ilmpulsionava a seguir aquele caminho. E concordo com o Jardineiro, foi nossa vontades. Mas tenha certeza sempre podemos tirar várias lições.
Vamos continuar a caminhada....

David disse...

Ja tentaste continuar? Voltar para tras irias continuar na mesma.

Beijo

janelasdavida disse...

Nandinha,

"Nunca ande pelo caminho traçado, pois ele só conduz até onde os outros foram".

"Eu prefiro a vida,
e a utopia.
E vivo com amor,
e com intensidade.
Prefiro a morte certa porem ativa,
que a vida longa e entediante.
Antes ao pé do furacão com coragem, do quem em casa com medo do frio.
Antes lutando por idéias impossíveis, do que se conformando com as absurdas".

Bjos!!!

janelasdavida disse...

Nandinha,

"Nunca ande pelo caminho traçado, pois ele só conduz até onde os outros foram".

"Eu prefiro a vida,
e a utopia.
E vivo com amor,
e com intensidade.
Prefiro a morte certa porem ativa,
que a vida longa e entediante.
Antes ao pé do furacão com coragem, do quem em casa com medo do frio.
Antes lutando por idéias impossíveis, do que se conformando com as absurdas".

Bjos!!!

Atre disse...

eu acho assim:
a vida é um ônibus com MUITAS paradas pelo caminho...a gente percebeu que ta no caminho errado DESCE e espera o próximo ônibus!
Problema é que tem gente que se acomoda no banco ao lado da janela e cochila...Quando vai ver...já ta no ponto final...AÍ DANOU-SE!!!!......rs

pois é moça...eu tava melhor, mas choveu de novo por aqui...esfriou...e a pneumonia resolveu ficar mais um "cadinho'...mas já to na base do SAI QUE ESSE CORPO NÃO TE PERTENCE!!!......rs

Bjos...semana cheia de BOAS possibilidades....

Max Psycho disse...

eu acho que também escolheria o caminho das curvas, pois o reto nem sempre é tão divertido, ainda que não tenha as surpresas más, também não tera as boas, gostei do seu texto, parabéns

Quanto ao 'leitinho' pode ter certeza que tem um estoque para varios banhos diarios em sua pessoa hhehehe, bjus gata uma ótima semana fica com Deus

João da Silva disse...

Querida, acho que você fez muito bem em procurar as curvas. É como diz Lygia F. Telles: a menor distância entre dois pontos é uma linha reta; contudo, o que há de melhor está nas curvas. Agora, se algo não vai bem, não se entristeça. Pense que é assim com o eu, com o tu, com o ele, com o nós, com o vós, com o eles... e se não for assim, como cresceremos? Viver numa redoma? Nem pensar! Acho que você fez e faz muito bem! Em frente, com coragem! É assim que se transforma o ser humano em metal nobre.
Beijos, muitos, do João!