terça-feira, 12 de agosto de 2008

Vazio.


Eu espero, (aqui sozinha), por vc.
Faça tudo a ela,
seja o homem dela,
que continuarei á sua espera.
Ame-a,mate-a de prazer.
Fale de amor, faça amor...
E continuarei a esperar´por vc.
Quero que sejas feliz,
e a faça feliz também.
Sei que um dia vc vira.
Tenho paciência.
Pq vc possui um pedaço meu,
um pedaço que me falta.
Sei que já tentou encaixa-lo em outras.
E nela, quase coube perfeitamente.
Mas não pertence a ela,
e vc ainda descobrirá
que esta peça é minha
e então vira ao encaixe perfeito.
Estou a sua espera,
para me saciar,
para me completar,
encaixar nossas partes...
pq só vc pode preencher
o meu vazio.
(Nanda Assis)
------------------S2-----------------------
Nota: Procuro, em meus poemas, escrever
de forma clara, os meus sentimentos, meu dia, meu
humor, meu astral.É como se fosse um diário
em forma de poesia. Porém, este poema que
acabei de fazer, nada tem haver comigo,
ou minha vida pessoal (ao contrário dos outros),
foi só inspiração ao olhar esta imagem, que
acompanha. Acho que somos livres para
desejar quem quisermos, mas o homem da próxima
é contra meus princípios, (tá thiaguinho lindo?) bjosss...

18 comentários:

Cássio Amaral disse...

o poeta é um fingidor
finge deveras a dor que nada sente como disse o gigante Fernando Pessoa.

Nanda, muito bom e parece uma letra de blues para uma voz feminina possante cantar.

Beijo.

Ana Diniz disse...

Quanta sensualidade!

Quem é este homem?...
Que poder!


===========================

A propósito, linkei o seu blog, está lá na minha seção de "Poetas Afins"...


Beijos.

Delfim peixoto disse...

Do vazio nasce sempre um cheio, que esvazia lentamente se não cheio...
;)
jnhs

Santhiago Ramirez disse...

Você fica linda sorrindo!
O Thiaguinho sou eu? Se for, não sou de próxima nenhuma, ultimamente... sniiiiffff
Adorei seu comentário lá no meu blog.
Beijos, muitos, (de)mo(r)(lh)ados e carinhosos, do Thiago

Luiz Modesto disse...

Gostei muito do poema, querida. A única coisa que me incomodou foi a espera estática dela, sem que se desse o direito de agir de forma recíproca. Oras, se existe o desejo de esperar da parte dela, que seja também forte o anseio de que ele a espera também, e isso a completaria mais, por mais "virtual" que isso seja.
Bom, talvez só caiba num poema por ser uma espera resignada...
Enfim, lindo.
A propósito: prazer!
Fico feliz pela visita e por conhecer teu espaço agradabilíssimo.
Abraço.

flor disse...

Oi Nanda quanta sensualidade em seus posts muito legal, beijinhos de sua cunhada

Shakti disse...

Poema muito sensual sem dúvida...

bjs

Boa Noite Cinderela disse...

Oi Nanda esse seu post me fez lembrar de um filme nacional que por sorte num certo domingo estava passando na t.v.
Eu adoro filmes nacionais, e o filme que assisti conta exatamente o que vc escreveu.
Fica a dica o nome do filme é: Tapete Vermelho, vale a pena conferir.
Beijo e volte.

Carlos disse...

Olá,

será que alguém merece assim uma espera??


Tudo de bom


:)

Gerlane disse...

És, no mínimo tolerante e paciente.

Beijos pra ti!

Rose disse...

Nandinha...
Sei que é um poema, mas não disse que é a expressão de seus sentimentos?Que vazio com necessidade de ser preenchido, heim?
Um beijo bem grande.Não se assuste com meus comentários, viu?Pois saindo do Pimenta ainda tenho o gosto ardido na ponta da língua...kkkkkkk
Adoro suas visitas.

Nanda Assis. disse...

oi rose, adoro qndo comenta! e o vazio, do qual, falei no texto, é este mesmo que vc está pensando rsrsrs.
bjossss...

Pelos caminhos da vida. disse...

Retribuindo visita!

texto com muita sensualidade...

apareça qdo quizer...

uma otima noite.


beijooo.

Atre disse...

como o Cássio Amaral disse...
o poeta é um fingidor
finge deveras a dor que nada sente como disse o gigante Fernando Pessoa.

Humm...e se vc teve a inspiração olhando a imagem...tu deve ser uma pessoa BOA...porque eu acho que a maioria seria má...e escreveria algo mais revoltado...coberto de inveja....de desejo que ele bochasse...que pegasse uma doença.....

aaahhhhhhhhh PIOR que é viu?.....rs

paula barros disse...

Que interessante escrever tirando de uma imagem, e consegue transmitir tão bem imagem x poema.
beijos

Ricardo Rayol disse...

desejar não paga imposto.... nem compartilhar :-)

Cor de Rosa e Carvão disse...

Oie Nanda querida. Sexta-feira eu tiro o dia para ler os blogs dos amigos. E venha aqui sempre com o maior prazer. Teus textos são encantadores e como sempre digo, tua poesia tem uma empatia comigo. Mas hoje não consegui terminar de ler este. Me afetou demais... Vou te escrever um e-mail, daqueles que só eu sei fazer: enorme!!! He he he. Bjo no coração e bom final de semana. Ah, os dois primeiros são lindos de "viver"! Vou fazer um control C, com foto e tudo.

torador disse...

po amor vc tv com raiva de mim heim rsrs,...fica tranquila eu nunca vou encaixar em outra