segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Remendos







E toda vez que vc vai,
me sento nesta velha poltrona,
pego linha preta de tristeza
e costuro os pedaços
vermelhos desbotados
da paixão
que vc rasga a cada vez
que toma esta estrada
sem olhar para tras...
Mesmo com tantos remendos
esta paixão
veste bem meu coração
e o aquece nestas noites
de saudade e solidão
em que vc
esta longe
num outro mundo
presente em meu pensamento
apenas ...
(Nanda Assis)
_____________
(saudades de meu marido que ta
em belo horizonte)
☆♥

20 comentários:

PreDatado disse...

Quando a saudade aperta...

Pelos caminhos da vida. disse...

Eu já me acostumei com a saudade.

Obrigada amiga pela visita.

Otima tarde para vc.

beijooo.

João da Silva disse...

Nandinha, que coisa mais linda...
Às vezes eu me pergunto: por que fico tanto tempo sem vir aqui? E a resposta: trabalho. Infelizmente, nesta sociedade omni-capitalista em que vivemos, é preciso trabalhar, trabalhar, trabalhar, de o prazer acaba ficando em segundo plano (cronológico), nada obstante no primeiro plano emocional
Amo cada letrinha do seu blog, querida; adoro você e este cantinho maravilhoso.
Beijos carinhosos do João

Cor de Rosa e Carvão disse...

Queri, saudade é assim mesmo. Mas fique tranqüila que tu estás no coração dele também, na mesma intensidade que teus sentimentos. Força na peruca amiga! Ah, lindo texto, como sempre!!!

Ricardo Florest disse...

Lindo Blog!! saludos desde México!

Lilith disse...

Ai que homenagem mais lindjinha fia!

Paixonei.

Bj imenso

Ficou muito lindo o termo paixão de retalhos que aquece o coração.

FERNANDA & POEMAS disse...

Querida Nanda, linda postagem Amiga...A D O R E I ... Beijinhos de carinho,
Fernandinha

Atre disse...

Que LINDO!!!

como sempre texto costurado com verdade e sensibilidade...

bjo

Cadinho RoCo disse...

Saudade boa de matar com a volta dele.
Cadinho RoCo

GUILHERME PIÃO disse...

Saudade...ahhh...quanta saudade...
Quando vai e volta é bom...
Abraços

Dri Viaro disse...

a saudade nao é facil mesmo né

bjaooo

Flor-Gisa disse...

Saudade, palavra esta que chega doer no peito quando sentimos saudades das pessoas que amamos,seja amigos, filhos,parentes,etc...

Lindo post Cunhada, eu sei como é sentir saudades longe de todos vcs nós aui neste fim de mundo saudade é apelido,rsrsrs...

Beijos

paula barros disse...

Ah!!! Gosto demais dos seus poemas. Quando você escreve cheia de emoção. Mesmo que seja saudade. Mas a forma que você escreve me fascina. Eu sinto...imaginei um coração costurado com a linha preta...nunca imaginei isso.

beijos

Moura ao Luar disse...

Ah o amor, espero que voltem a estar juntos depressa

*izil* disse...

Passando para te ler, amei esta poesia, e também seu selo
vou pegar para meu blog.
abraços.
izil

O Profeta disse...

Tens um incomum sentido de humanidades...


Doce beijo

Gerlane disse...

Ah! Nanda...Saudades?...Nossa! Como a conheço!


*Beijos!

janelasdavida disse...

Lindo poema... às vzs é bom sentir saudade de quem a gente ama... mas, não o tempo todo! rs Bjs

Lucí disse...

Ah que lindooo...

Saudade é bom.. a gente só sente falta do que é bom...

Beijosssssss, ótimo final de semana!

mauricio disse...

nossa amor ,eu tabem tv morrendo de saudades,sem vc nao tem a menor graça