domingo, 9 de outubro de 2011

Telefone


Hoje você me ligou, depois de tanto tempo.
Eu assustei qndo disse alô e ouvi a sua voz
do outro lado. Tinha tanta felicidade na sua voz...
Eu fiquei muda, ouvindo você insistir numa resposta,
e não sei por que eu desliguei na sua cara.
Por alguns minutos me arrependi e me senti culpada
por não ter ouvido, nem conversado,
mas depois me lembrei das tantas vezes que desejei ouvir sua voz,
e so ouvia a da secretária eletrônica,
e me lembrei também da vez que tentei te explicar meus motivos,
mas você não quis ouvir, pq se sentia o dono da razão.
Na verdade eu queria mesmo, era me desligar de vc.

(Nanda Assis)

6 comentários:

Everson Russo disse...

Coisas da vida, encontros e desencontros...as vezes fazemos coisas que nos arrependemos depois,,,ou não...beijos de boa semana.

olhar disse...

o mais importante, é ouvirmos o nosso coração, minha linda!

Saudades de ti!!!!

*tento entrar no seu outro blog e nunca consigo....snif....


beijocas!

Bia

Andressa P. Cruz disse...

Agente nunca sabe muito bem se as coisas que nós fazemos são certas...mas, agente acaba compreendendo que nosso destino, somos nós quem escrevemos...

Paula Barros disse...

Um dia se desliga.

beijo

Dois Rios disse...

O amor se basta com as suas incongruências. Enfim, não adianta querermos o que ele (o amor) não quer.

Há uma música do Moska cuja letra diz:

Eu já matei você mil vezes
E seu amor ainda me vem
Então me diga quantas vidas você tem.


Beijo, Nanda!
I.

Amapola disse...

Boa tarde.

Parabéns pela sua força. Amei...

Um grande abraço.
Maria Auxiiadora (Amapola)