sábado, 3 de dezembro de 2011

Idas e vindas.


 De tanto sentimento, me tornei repetitiva...
Repetitiva nas palavras, nas atitudes, nas saudades.
 Tenho repetido nossas músicas, nossos lugares,
meus pensamentos, o número discado.
 Os pedidos  do mesmo bar de sempre,
os horários das idas e  vindas,
as fantasias eróticas,  as diretas e indiretas,
os erros os amantes e  todos os nossos rituais.
 Tenho repetido pra mim mesma, que
é hora de  mudar meu arco minha flecha e minha mira.
Mas meu coração não cansa de repetir o mesmo alvo.

 (Nanda Assis)

 

6 comentários:

Ingrid disse...

o tempo certo ainda não chegou...
beijos linda!

Pelos caminhos da vida. disse...

Tudo tem a hora certa...

bom domingo Nanda.

beijooo.

Evanir disse...

Construa um paraiso de alegria e paz.
Basta você querer o bem para todos.
Ser otimista. Ter fé em Deus e em si mesmo.
Compreender que Deus não tem preferências é uma forma de se sentir seguro.
Tenha um abençoado final de semana.
Beijos no coração.
Não se esqueça que..
Estou seguindo -te e te amando .
Evanir
Tem Prente de Natal na Lateral para você.
Fiz com muito carinho..

tossan® disse...

Você não é repetitiva, talvez sinta saudade da pessoa errada, mas a poesia continua linda como você...se me permite o comentário. Bj

Vivian disse...

...êita coraçãozinho teimoso,
né???

bjs, lindeza!

Zi disse...

Delícia essa prosa gostosa de repetir. Que mal há nisso? beijos!