sábado, 14 de julho de 2012

Escrevendo.




Eu não escrevo pq eu quero, 
eu escrevo pq preciso desabafar.
Preciso desentalar amarguras e saudades.
Necessito me esvaziar de tantos sentimentos.
Preciso deixar em algum lugar
tudo aquilo que ofereci
e recusaram.
Escrevendo vou me libertando do tédio
de ter que ser um personagem nesse mundo teatro.
As dores se transformam em palavras,
e qndo termino de escrever, termino de sentir,
pelo menos naquele momento.
Escrevendo vou arrancando minhas duvidas
e transformando-as em certezas.
Agora sei quem eu sou,
quem vc é e o que vivemos.
Você foi aquele livro que não publiquei,
e nossa história ficou apenas
em meus rascunhos.

(Nanda Assis)

Um comentário:

Paulo Tamburro. disse...

Olá Nanda,

tenho sentido sua falta no FALANDO SÉRIO!

Eu sei extamente,o que você quis expressar.

E diria mais:

Sabe qundo um lagarta está presa naquele casulo escuro?

Todos nós já sentimos isso e assim!

Porém,Nanda,repare nas borboletas.

O que elas são?

ERAM,lagartas nos seus casulos escuros.

Voe Nanda!

Um abração carioca.