terça-feira, 21 de maio de 2013

Camisola

Não pode amar, aquele
Que nunca cheirou a camisola da mulher.
Nao é normal aquele cheiro...
Ali tem cheiro de amor, cheiro de desejo, cheiro de sexo.
Tem o perfume depois do banho
Tem o perfume dos cremes, do sabonete, das mãos que passaram com carinho, tem o cheiro dos pensamentos enquanto se acarinhava...
Se fechar os olhos ao cheirar,
É possível sonhar os mesmos
Sonhos, ler os pensamentos
Dela, antes de dormir.
O cheiro da camisola da mulher,
É o cheiro dele, dos dois,
É a mistura daquilo tudo que os
Uniu um dia.
O amor é visão, audição, é tato...
O desejo é olfato!
Mais intimo que o cheiro,
É o tesão que ele causa.

(Nanda Assis)

3 comentários:

Ingrid disse...

uau!..
não precisa dizer mais nada!
beijos.

Paulo Tamburro. disse...

NANDA, quer saber?

É por esta razão que eu durmo com a camisola dela.

Um abração carioca.

silvioafonso disse...

.



Eu não saberia distinguir
o cheiro do amor. Talvez
o amor não tivesse cheiro,
mas se tem ele é tão sublime
que não é qualquer percep-
ção que o percebe. A cami-
sola do mulher que se ama lem-
bra o cheiro da fruta madura.
Tem gosto de quero mais e
sexo sem sentido. Tem vista
para o mar e desejos de fan-
tasia.

Ah, o amor...

silvioafonso






.