quinta-feira, 24 de outubro de 2013



Hoje abri um livro esquecido na estante.
E pude compará-lo com meu momento.
O pó que havia nele, representava tudo
que eu vivi, todo o tempo que eu perdi,
chorei, esses amores que não deram em nada,
viraram pó...
Ao folear o livro achei uma rosa, amassada,
sem cor, endurecida mas ainda com perfume...
Essa sou eu, com o que o tempo fez de mim.
Mas o mais importante é a história que o livro conta.
É o conteúdo desse livro.
A minha história de vida, os meus momentos vividos,
o que aprendi com a vida...
Eu sou a flor que o tempo amarelou,
sou o livro que precisa ser lido, e
vc é quem chegou pra tirar todo o pó.
Vc sabe me ler tão bem, como se vc
fosse o autor da minha história.

 (Nanda assis)

2 comentários:

brisonmattos disse...

como vc disse, o importante é o perfume da rosa.Se há , é porque ainda tem história.

Ingrid disse...

não é fácil..
mas para quem consegue é maravilhoso..
beijos