sexta-feira, 10 de abril de 2015

Pedras



Quem nunca errou, que atire o primeiro perdão!
Errar é desumano eu sei,
mas faz crescer.
Perdoar é humano, te faz divino.
Amar é um erro sem perdão!
Quem nunca amou que atire o primeiro erro!
Quem nunca perdoou que atire o primeiro amor...

(Nanda Assis)

3 comentários:

João Esteves disse...

Gostei, Nanda, destas suas considerações aqui poetizadas, que me levaram coincidentemente a atirar o primeiro comentário, eu que nunca mais visitei este seu blog depois de tanto tempo. Pela Luz dos Olhos teus, tive saudade e vim.

Lu Dantas disse...

Adorei!!
Que possamos errar, perdoar, experimentar para que possamos viver o amor!

bjs

www.lucadantas.blogspot.com.br

Vieira Calado disse...

Gostei da sua maneira de ver as coisas!
Saudações poéticas!