segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Os cinco sentidos.

...E sinto seu cheiro
de homem,
despertando meu estinto animal.

O seu gosto
salgado,
aumenta minha fome.

Te sinto inteiro
dentro e fora
no rítimo perfeito.

Sua imagem
em fantasia
me leva ao delírio!

E qndo fala ao meu ouvido
com voz de prazer e choro
dos pés a cabeça
sinto um forte arrepio.

Então vc me leva ao
estágio final do ato.

E neste momento
qndo explodimos colados
um dentro do outro
unidos
no ápice do prazer...
Perco os cinco sentidos
e me transporto por segundos
para o mundo desconhecido
do prazer total!

Podia durar mais...

(Nanda Assis)

Nota:- qndo a mulher chega
ao orgasmo, ela perde os cinco sentidos do seu
corpo.
não consegue ouvir,
ouve apenas um zumbido muito forte,
não consegue falar, 
ou grita ou geme.
não sente cheiro algum.
perde os movimentos das mãos
e a boca perde a sensação do gosto.
nada ve, apenas uma mistura de cores.
Mas essa perda de sentidos, dura apenas 
míseros segundos,
sendo o mais demorado de 15 segundos.

------------S2----------------

7 comentários:

Jardineiro de Plantão disse...

Catita... na foto está linda.

Post demonstrativo do aguenta aí... que isto não é para acabar já... Força da natureza.

Abraço

Gerlane disse...

Ah! Nanda! Já descreveste tudo, já disseste tudo sobre um momento que é "tudo de bom"!

Beijos pra ti!

Zek disse...

Digamos que ela não perde... ela encontra os sentidos... quer sentido mais sentido do que o " prazer"... só quem sentiu sabe o quanto e como se sente!! rsrs

Lindo teu poema, inspirador!!

tossan disse...

O orgasmo da mulher deve ser mais profundo do que o nosso. Acho quesim!? Bj

Lilith disse...

Nossa, amei a descrição do orgasmo feminino. Acho que passei minha vida de escorpiana tentando achar essa definição e qual não foi minha surpresa qdo li seu texto!

PERFEITO. Principalmente a "mistura de cores!"

Bj imenso

paula barros disse...

Ah, Nanda só você mesmo. Estou rindo.

E esses comentáristas acima adoro todos. bom ler você e ler eles. Um prazer, com direito a alguns orgasmos...

Se o seu poema por si só está uma maravilha, um show, em descrição e no sentir, a descrição do orgasmos está maravilhoso.

Adoro estar aqui.

beijos

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Nanda:
Eu publiquei seu comentário sim, porque o achei muito pertinente. Quando resolvi ficar um tempo recolhida, não fazer aqueles posts gigantescos em que eu gastava um dia, decidi que não ia mendigar comentários para ninguém. Vou agora aos pouquinhos retomar. Quem gostar, comente, quem não gostar, não comente.
Sobre o seu poema, deixe-me me que o achei muito bom e que a temática muito me agrada e que tenho vários muito parecidos. Quando fazia os posts monstros, eu os publicava. Quem sabe, um dia, volto a publicá-los?
Um beijo, moça,
Renata