segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Perdido.

Saudades de liberdade
de sair por ai
sem hora de voltar
pra qualquer lugar.

Saudades de dançar, de telefonar
de falar com estranho
e virar amigo inseparavel.
De entar e sair sem preocupar
com o que vestir.

Saudade de picolé de chocolate
de tenis sujo sem meia
de fogueira na rua
de aguentar rock pauleira
no volume máximo.

Saudade de escrever com papel e caneta
da cor do meu cabelo
de ouvir não do pai
de walkman am /fm
pão com manteiga e café.

Saudades de andar de onibus
de chorar no banheiro
falar palavrão
de assistir televisão.

Como a vida muda,
como nos perdemos
como eramos felizes
como não consigo aproveitar o hj
e  sinto falta do ontem,
sendo que hj já é ontem.

Preciso saber viver!

(Nanda Assis)
________________________________________


Recados e Imagens - Sensuais - Orkut





21 comentários:

xistosa - (josé torres) disse...

Por vezes os portugueses e brasileiros parece que não se entendem.
Há coisas que são de cada um.
Mas ao ler este poema, lembrei-me da "noitada" de S. João", na minha cidade - Porto-.
Talvez não se sinta a vontade do ontem, mas a do hoje!!! de sermos felizes como agora!!! e esquecermos que ontem já passou.

É isso que nos PERDE.

Mas o ser humano tem sentido de se encontrar, e de que o hoje seja o presente.
O ontem já foi ...

o que me vier à real gana disse...

Prova de k o k passou volta... Sim, a saudade é a prova disso.A lembrança tb é vida!

Giselle disse...

Nanda,
oi minha linda, desculpe minha ausência, mas estou de volta, rs...
Qto a saudades, não tenha, mate-as !!!!
Viva, aproveite !!!!
Tenha um lindo 2009, e uma semana abençoadérrima ...
um bj grande

Pelos caminhos da vida. disse...

Obrigada Nanda por se tornar uma seguidora do meu blog.

beijooo.

paula barros disse...

As vezes me sinto assim. Tanto se diz sobre a vida, sobre o viver, sobre o descomplicar, o viver o hoje, e de repente nos sentimos assim.

Muito para refletir.

abraços

* Patrícia de Meirelles * disse...

Olá Nanda!!
Agradeço o carinho e a visita!!
Volte sempre!!
Bjão e até mais...

Max Psycho disse...

Ow gatinha, nãio fala da risada dos outros não pow, é chato, eu não gosto que critiquem quem comenta lá, se fosse voce eu também defenderia, sei que não fizeste por mal, mas faz mais não baby, te adoro gata

PreDatado disse...

Todos temos sempre saudade de qualquer coisa. E de algumas nem vale a pena tentar fazer igual. Nunca mais passarão de saudade.

§ρΗІПЖ disse...

Olá Nanda,

Acho que a parte mais gostosa de sentir saudade, é conseguir remontar todos os sentimentos bons que tivemos, sei que não é fácil esquecer as coisas ruins, mas boas lembranças ficam para sempre

Obrigado pela visita em meu Blog

Abraços Carinhosos

§ρΗІПЖ

neo-orkuteiro disse...

"Pode ficar, amante. Eu larguei minha mulher".

"She broke my ha ha ha ha heart"

"Pela luz dos olhos teus eu acho meu amor que só se pode achar"

Tudo bem no Tom, né?

Chega de citar, então.

Nanda, seu Perdido é Mara.

Lizz Marcella disse...

Realmente, as perripécias da nossa são um capítulo à parte que lembramos com carinho para o resto de nossas vidas!!
Parece que nunca acaba mas quando vamos ver, já somos adultos! Dá muita saudade!!!

HSLO disse...

Nanda, obrigado pelo carinho viu querida.
Saudades é algo presente em meu COTIDIANO...nossa. Aff. As vezes choro muito. viu.

beijão.


Amei a foto viu

Pelos caminhos da vida. disse...

Saudade é como um bichinho que rói,rói,...

bjs.

Xana disse...

Que lindo isso!!
Obrigada pela visita lá na casinha!!
bju!!

tossan disse...

Nanda, xará fiquei emocionado com o teu texto. Brilhante! É a minha saudade também. Fala pro teu marido e pros filhotes que a dona da casa é vc e está muito bonita na foto. Beijo

Lampejos disse...

Nanda,

Não sei explicar a vida sem saudades.


Preciso querida!...


(a)braços,flores,girassóis:)

Melzinho Mendes disse...

Olá Nanda!
Estou plantando um girassol aqui ok!
Bjs

Dois Rios disse...

Nanda querida, um dia li por aí que se há saudades é porque valeu a pena. Vazio seria passaramos pela vida sem nada de significante(por mais simples que possa parecer aos olhos dos outros) para lembrar.

Adorei a tua poesia. Me vi em cada palavra e em cada verso.

Beijos saudosos,

Inês

Max Psycho disse...

sabia que tua ia adorar o post, e sobre io baculejo, hummmm ambém to ansioso viu, maldita distancia geografica

Nilson Barcelli disse...

CNanda, como gosto de poesia, estive a ler alguns poemas seus.
Gostei da poesia meio descontraida que vc faz, mas ao mesmo tempo bastante objectiva.
Fez-me lembrar de algumas letras usadas no hip-hop ou no rap.
Parabéns pela sua criatividade poética.

conversaatrevida disse...

Saudades de liberdade
de sair por ai
sem hora de voltar
pra qualquer lugar.

NOSSA...BOTA saudades nisso!!!

De uns tempos pra cá já não sou mais EU que tenho relógio...o relógio é que me tem!!!


ma, igual a dieta, toda segunda feira eu digo que vou MANDAR mais nele do que ele em mim.!!!

Bjo