BLOGGER TEMPLATES AND YouTube Layouts »

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Descoberta



Hoje apertei meu dedo na porta.
Doeu muito...
E quando eu olhava o roxo na minha unha
me lembrei de você.
Sei que se estivesse aqui naquele momento,
daria um beijinho no meu dedo,
e falaria algo, como se falasse com uma criança,
e em um passe de mágica, a dor iria embora.
Mas você não estava,
e descobri como dói
viver sem você.
Essa é a pior dor.

(Nanda Assis)

bjosss...



7 girassóis floreceram.:

paula barros disse...

Nanda, me fez lembrar de uma dor no corpo que tive e junto vieram as dores da alma.

Até tentei escrever algo que nunca coloquei no blog. Fui reler e lá eu me dizia, para dor da alma não tem remédio, temos que ser o nosso próprio pharmacêutico, com ph mesmo, e criar os nossos remédios ...

abraço, e um soprinho na alma.

Pelos caminhos da vida. disse...

Com a ausência da pessoa amada, ficamos com um vazio tão gde.

beijooo.

Everson Russo disse...

E esse beijinho ao certo deixaria a dor distante em nuvens de algodao...beijos de bom dia.

FERNANDINHA & POEMAS disse...

QUERIDA NANDA, SERIA DELICIOSO ESSE BEIJINHO DO SER AMADO... BELA POSTAGEM...ABRAÇOS DE CARINHO E TERNURA,
FERNANDINHA

EU SOU NEGUINHA disse...

Dói demais,quando estamos longe de quem gostamos...
Aff,
Beijos em ti

Vivian disse...

...com ele ou sem ele,
o dedinho vai sarar...rsrs

beijo, Nandinha linda!

Anônimo disse...

com certeza..a pior dor e esta longe de quem se ama....