BLOGGER TEMPLATES AND YouTube Layouts »

segunda-feira, 7 de março de 2011

Gosto.


Gosto de coisas tristes...
Rostos tristes, poemas tristes, músicas...
Histórias tristes, filmes com final infeliz...
Me sinto bem com a tristeza.
Estou sempre pronta para ela.
Até mesmo a minha felicidade me deixa triste.
Acho que na verdade gosto da nossa distância,
dessa ausência de pele, de parceria,
só pra escrever a nossa história triste,
só pra que ela seja mesmo triste...
Triste seria se eu deixasse de te amar,
mas essa alegria ainda não consegui ter.

(Nanda Assis)

11 girassóis floreceram.:

Zeca da Novela disse...

Uma boa poetisa, dessas que escrevem sobre o amor e suas ilusões, deve, por obrigação ser triste. Ou pelo menos fingir que é triste. Lembre-se sempre:"O poeta é um fingidor"!

E como vai o carná em Araxá? Quantos suicídios?

Beijos.

VERTIGO disse...

Feliz dia das mulheres!!!

Bjs

Pelos caminhos da vida. disse...

Feliz Dia das MUlheres Nanda.

Estou de volta, quero agradecê-la pela sua presença, obrigada.

Um gdeeeeeeeeee abraço.

beijooo.

Everson Russo disse...

A tristeza realmente sempre é uma constante na vida...grande beijo....

Um feliz dia Internacional da Mulher pra voce minha querida amiga...paz...amor e muito sucesso...beijos e beijos.

AC Rangel disse...

Lindo, Nanda. Lindo! Poesia do jeito que eu gosto, vc sabe disto.
Também sou fascinado pela tristeza. Vc tbém sabe disto. Cada vez mais gosto de tudo o que vc escreve, diz ... e faz.

Nilson Barcelli disse...

Gostei do teu poema, mas é mesmo muito triste.
Há cerca de 2 anos fiz um poema que parece ter sido feito para ti:



Enquanto, das palavras,
o grito e o silêncio se dissolvem
numa fogueira ateada por achas de inquietude,
os teus gestos, do beco para onde
há mil resignações te empurram, são inaudíveis.
.
E eu já não sei
se és a voz de um rio sem água
nas margens da garganta,
se alguém que se dobra para colher
uma flor que não existe.

Enquanto a noite, madrasta, prospera
na sombra que alumia a tua alma diurna,
e ela se tortura numa reza de tristezas madraças,
são invisíveis, nos teus olhos,
as centelhas que florescem no amanho do futuro.

E eu já não sei
se és a agonia amordaçada
pelo tirano calar do prazer,
se a alegria de asceta disfarçada
na luxúria do prazer desse calar.




Beijos, querida amiga.

Cris Michelon disse...

Nanda!!
Uma mulher bonita não é aquela de quem se elogiam as pernas ou os braços, mas aquela cuja inteira aparência é de tal beleza que não deixa possibilidades para admirar as partes isoladas.
Para você qué é uma mulher tão especial, PARABÉNS!
bjs

Vivian disse...

Mulher que sonha.
Mulher que trabalha.
Mulher que luta.

Mulher mãe.
Mulher filha.
Mulher que manda
e que ama.

Mulher de erros e acertos.
Mulher de atitudes.

Mulher de palavras doces
Mulher decidida.

São tantas qualidades para
tentar definir esta criatura
abençoada por Deus, e que,
por vezes nos perdemos
em palavras.

Você, mulher, faz parte
disso, representando com
doçura e determinação um
universo totalmente
desconhecido, que a
cada dia revela-se
ainda mais misterioso
e, portanto,
apaixonante.

Parabéns MULHER,
pelo seu dia, pelo
nosso dia!

Beijos, alma linda!!

Paula Barros disse...

Gosto de poema tristes, acho sempre com mais vida, me toca mais.

Mas não gosto de ser triste, do estar triste.

beijo

Rose disse...

Lindo poema, melancólico e forte.
Amo vc, querida.

Anônimo disse...

tudo que eu queria era que vc deixassse de ser uma poeta ,e fossse feliz do meu lado ,,,mesmo eu adorando suas poesias